segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Europeus de volta – Campeonato Italiano




 Após dedicar cinco postagens aos campeonatos inglês, espanhol, francês, português e alemão, encerro a série de matérias que trataram sobre as novidades dos principais campeonatos da Europa com o Campeonato Italiano.

CAMPEONATO ITALIANO – SERIE A TIM

Oficialmente sem conquistar um título nacional desde a temporada 2002/03, a Juventus contornou todos os problemas que cercaram seus últimos anos – rebaixamento, desmanche, envolvimento de atletas em manipulação de resultados, etc. – e voltou a sagrar-se campeã. Maior vencedor do campeonato com 28 títulos o clube de Turim é favorito ao bicampeonato. Praticamente não perdeu atletas importantes. Del Piero, quase uma bandeira do clube, foi para o futebol australiano, Milos Krasic se dirigiu à Turquia onde representará o Fenerbahçe e Elia foi para o Werder Bremem. Para compor o elenco do time chegaram bons reforços. O zagueiro Lúcio veio da Inter de Milão, o lateral/meia chileno Isla e o atacante Asamoah vieram da Udinese. Além deles o clube recomprou o meia-atacante Giovinco e trouxe do Arsenal o centroavante dinamarquês Bendtner. Fortalecido e contando com o enfraquecimento dos rivais seguramente brigará pelo ‘scudeto’.

Um furacão passou sobre a cidade de Milão. No Milan não restaram pedra sobre pedra. Saíram Nesta para o futebol norte-americano, Cassano que foi trocado com a rival Inter pelo atacante Pazzini, Seedorf para o Botafogo, Gattuso para o Sion da Suiça, van Bommel que retornou ao PSV e finalmente o mais preocupante: Thiago Silva e Ibrahimovic para o PSG. A reposição não aconteceu como se esperava. Apesar dos cofres cheios o Milan não fez nenhuma contratação grandiosa. Vieram o zagueiro Zapata ex-Villarreal, o meio-campo Montolivo da Fiorentina, o volante holandês Nigel de Jong do Manchester City, o atacante Bojan que estava no Roma, o meia Constant ex-Genoa e o também meia Traoré ex-Nancy. Muito pouco para um clube da importância do Milan. Ainda é um dos favoritos mas está muito enfraquecido.

Do outro lado de Milão, a Inter passa por uma reestruturação. Depois da campanha pífia do último ano, contratou muitos jogadores. Chegaram o lateral Álvaro Pereira do Porto, o volante Gargano ex-Napoli, o atacante Palacio vindo do Genoa, o goleiro Handanovic que atuava pela Udinese, o zagueiro Silvestre ex-Fiorentina, Mudingayi que jogou no Bologna e o já falado Cassano. Muitos atletas experientes saíram. Diego Forlán veio para o Inter de Porto Alegre, Júlio César foi para o QPR, Maicon para o City, Lúcio – como já falado – para a Juventus e Pazzini para o Milan. Prever o que o time produzirá é muito difícil. A equipe tem que se encaixar ainda. Mas, nunca se deve duvidar de um gigante.

O Napoli, que vem de uma brilhante reestruturação na última década vendeu seu melhor atleta. O atacante argentino Lavezzi foi seduzido pela fortuna do PSG. Apesar disso de relevante importância além dele só saiu o volante Gargano. Para compor o elenco do clube do sul da Itália chegaram o zagueiro Gamberini da Fiorentina, o zagueiro Bruno Uvini do São Paulo, o experiente Mesto ex-Genoa e o meio-campo Behrami que estava na Fiorentina. Certamente brigará por copas Européias.

O Roma contratou muitos jogadores, destaque para o zagueiro Leandro Cástan que estava do Corinthians, o atacante Mattia Destro que tem aspirado um lugar na seleção italiana e Balzaretti lateral que disputou a última Eurocopa. De importante perdeu Borini para o Liverpool, Bojan para o Milan, Gago que foi para o Valencia e Juan que veio para o Inter de Porto Alegre. Seu rival Lazio trouxe os meias Candreva e Éderson ex-Lyon. Do futebol francês veio ainda o zagueiro Ciani ex-Bordeaux. Perdeu os laterais Garrido e Stendardo. O Bologna se destacou no mercado com a contratação do atacante Gilardino e a saída do experiente Di Vaio. O Catania conta com o retorno do meia japonês Morimoto e o Palermo com a chegada do volante uruguaio Arévalo Rios. Já o Parma que perdeu sua estrela Giovinco trouxe o atacante Pabón que fez boa Libertadores pelo Atlético Nacional e também conta com o retorno do atacante Amauri.

A Fiorentina também se destacou no mercado. Para o meio chegaram Aquilani, Borja Valero, David Pizarro e Matías Fernandez. Para a defesa Roncaglia, Gonzalo Rodriguez, Savic e o goleiro Viviano. Mas perdeu Montolivo e Juan Vargas que foi para o Genoa. Este contratou o atacante Borriello e também o goleiro grego Tzorvas. Perdeu Miguel Veloso para o Dinamo Kiev e Gilardino, dentre outros. A Sampdoria conta com a vinda do atacante Maxi Lopez e do meia Estigarribia ex-Juventus. No Siena a novidade é o atacante Zé Eduardo, o Zé Love, ex-Santos. Por fim outro clube que muito movimentou o mercado foi a Udinese. Vieram os brasileiros Allan do Vasco, Maicosuel do Botafogo e Willians do Flamengo. Além deles trouxe por empréstimo o jovem Faraoni da Inter de Milão. Mas perdeu peças importantes como os já citados Handanovic e  Isla, além do meia Torje, conhecido como o Messi romeno.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...