quinta-feira, 11 de abril de 2013

Escrita certa...Em linhas tortas – Quartas-de-final UCL 12-13

Quando o sorteio saiu, raros foram os analistas, entendedores e amantes de futebol que não apontaram, com muita certeza, os clubes classificados para as semi-finais da UCL. Dois clubes espanhóis e dois clubes alemães. Barcelona e Real Madrid passariam por PSG e Galatasaray respectivamente ao mesmo tempo em que o Bayern de Munique e o Borussia Dortmund seguiriam em frente batendo Juventus e Málaga. E esse quadro se realizou de fato. Nossos queridos estudiosos do futebol só não previram a emoção que marcaria os confrontos. Enfim, quase todos acertaram e os favoritos passaram, mas os jogos, em suas peculiaridades, ficarão marcados indelevelmente na nossa memória.


Málaga (2) x (3)Borussia - O milagre de Dortmund

Emocionante. É o primeiro adjetivo que vem à mente de todo aquele indivíduo que teve a sorte de poder assistir ao encontro. Ataques bem organizados, defesas bem postadas, bom jogo tático, times muito bem armados pelos seus treinadores. Tudo isso poderia descrever o encontro. Mas vou ressaltar um ponto difícil de ser imaginado por quem só “ouviu falar” do jogo. A atuação dos goleiros. Eles decidiram. Willy Caballero do Málaga e Roman Weidenfeller fizeram defesas espetaculares e estiveram quase impecáveis durante os 180 minutos de jogo. O jogo de ida em Málaga só teve terminou 0x0 por obra dos goleiros. E não se pode dar queixa de falta de qualidade dos ataques. Marco Reus, Mario Gotze e Robert Lewandowski, pelo Borussia e Isco, Joaquím e Júlio Baptista pelo Málaga, pararam no desempenho dos guarda metas.
Festa da torcida do Borussia em Dortmund

Impressionante foi o final dos 180 minutos. 2x1 para o Málaga faltando 3 minutos para o fim de jogo. Eis que Marco Reus empata o jogo, mas, por gols fora de casa, a vantagem ainda era andaluz. Faltando um minuto, em posição duvidosa o desengonçado zagueirão brasileiro Felipe Santana conferiu a classificação para os alemães. Festa em Dortmund pela classificação e também em Málaga, pois o clube, que estreou na competição nessa temporada, foi muito bem.

Real Madrid (5) x (3)Galatasaray – A luta em Istambul foi até o fim

Lance do gol de Drogba
O jogo em Madrid parecia ter finalizado de forma bem simples o confronto. 3x0 para o Real Madrid (Benzema, C. Ronaldo e Higuain) num jogo fácil. O martelo parecia batido. No primeiro encontro o Galatasaray entrou muito aberto e disposto a atacar o Real. Sem muita dificuldade foi batido.

Mas no segundo jogo, quando se falava no “milagre de Istambul”, prevenido do que poderia acontecer, o Galatasaray fez um jogo melhor. E contou com a categoria de seus dois maiores craques. Se Yilmaz é o artilheiro, Sneijder e Drogba são as estrelas. Após sofrer duro golpe logo no início do jogo, gol de Cristiano Ronaldo, o Galatasaray reagiu e com belos gols de Sneijder, Drogba e Eboué, e chegou a fazer 3x1 no Real. Faltavam dois gols ainda. Pressionando muito acabou tomando em contra-ataque o segundo e derradeiro gol. Ao fim do jogo o placar mostrava 3x2 para os turcos que ficaram em casa, mas não desistiram.

Barcelona (3) x (3)* PSG – Grande sufoco em Barcelona
*Barcelona classificado pelo maior número de gols fora de casa

Considerado o melhor time do mundo pela enorme maioria das pessoas, o Barcelona já não parece o mesmo, e sem seu gênio maior, Lionel Messi, passou por grandes apuros. Na partida de ida em Paris, o time catalão abriu o placar com o Melhor do Mundo. Mas, perdeu-o lesionado e, para o segundo tempo, o time voltou com Fábregas. Num jogo muito difícil tomou o empate do impedido Ibrahimovic. No final Xavi marcou de pênalti e Matuidi, no apagar das luzes, em falha do goleiro Victor Valdés empatou. O jogo foi dificílimo.

O quadro do primeiro jogo não mudou em Barcelona. Pressão dos parisienses que abriram o placar com Pastore. No segundo tempo Messi entrou e iniciou a jogada do gol de Pedro, o do empate. Mas, nesse jogo destacou-se ainda o, mais que contestado, goleiro Valdés. A pressão do PSG foi até o final, mas a vaga acabou com o Barça.

Obs: Um fato curioso aconteceu no último jogo Barcelona x PSG, pela primeira vez na história da UCL um jogador acertou 100% dos passes em uma partida. No caso Xavi acertou 96/96 passes.

Bayern de Munique (4) x (0) Juventus – O passeio dos Bávaros

Bayern de Munique e Juventus também contrariou as expectativas pois naquele jogo em que se esperava maior equilíbrio este não foi visto. Na ida em Munique o placar de 2x0, gols de Alaba e Thomas Müller, não refletiu o amplo domínio do Bayern. O clube Bávaro teve 21 chances de gol contra 7 da equipe de Turim. O meio campo comandado por Schweinsteiger superou o de Pirlo amplamente.

Na volta o Bayern manteve seu domínio. Mesmo em terreno estranho, o clube alemão dominou o rival italiano. Novo resultado de 2x0, tentos marcados por Mandzukic e Pizarro. Ao final do jogo ficou contabilizado 57% de posse de bola para o Bayern que teve ainda 17 chances de gol contra 10 da Juventus.


Sexta-feira, amanhã acontece o sorteio das semi-finais e com toda certeza teremos mais 4 grandes jogos.

2 comentários :

  1. Matheus L. Thusek11 de abril de 2013 19:46

    Ótima análise! Agora é ficar no aguardo para, daqui a pouco mais de 11 horas, saber quais serão os [grandes] confrontos das semi finais dessa 58a ediçao da Champions!
    E avante FC Bayern - em busca do penta!
    Abs

    ResponderExcluir
  2. Valeu demais Thusek! Agora Bayern e Barça... Sei não hein...

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...