segunda-feira, 6 de maio de 2013

Athletic Bilbao x Real Sociedad: o derby do País Basco

Nesta semana, sigo escrevendo sobre os Clássicos do Mundo. O tema de hoje é um confronto bem peculiar, o derby Basco entre Athletic Bilbao e Real Sociedad.




Fundado em 1898, o Athletic Bilbao, como o próprio nome denuncia, é da cidade de Bilbao, no País Basco. Por sua vez, a Real Sociedad foi fundada em 1909 e é natural da cidade de San Sebastián. O País Basco, localizado ao norte da Espanha e sudoeste da França, cortado pelos Pirineus, é uma região que desde muito tempo pretende se tornar independente da Espanha, o que ao longo da história ocasionou muitos conflitos, que não são estranhos às quatro linhas do futebol.

Leia mais: Times de que Gostamos: Athletic Bilbao 1982-1984

Essa região possui uma cultura muito rica e própria, o que inclui o idioma e as tradições. Por esse motivo, o País Basco, que foi tolhido de seus próprios costumes durante a ditadura franquista, que perdurou entre 1939 e 1976, defende tanto sua independência. É necessário ressaltar que essa luta nem sempre é pacífica. O País Basco, na sua busca separatista, contou com ações do grupo ETA (Pátria Basca e Liberdade), considerado terrorista por muitas nações europeias. Tal grupo já protagonizou momentos de verdadeiro terror na Espanha, como a explosão de um carro bomba no aeroporto de Madrid, em 2006. Em 2011, o grupo anunciou um "cessar-fogo" permanente, diminuindo a tensão na região, mas não o desejo de separação.

Voltando as atenções para o futebol, a rivalidade entre as equipes começou, como várias outras, com a disputa entre cidades. Se Bilbao é uma urbe industrial de forte economia, San Sebastián é conhecida por suas belas praias e belezas, que a tornam um ponto turístico importante. Daí vem aquela conhecida relação entre trabalhadores e aristocratas. Apesar disso, a rivalidade basca não adquiriu, como muitas outras, relações de ódio profundo. Nas partidas, dentro dos estádios a relação entre as torcidas é normalmente amistosa.

Equipes unidas com a bandeira basca
Esse trato amigável se deve ao fato de as equipes terem algo próprio da região em comum, uma causa, que é o orgulho basco. Os dois clubes têm, arraigadas em si, as tradições bascas, e por defenderem algo que lhes é comum, unem forças em prol da região. Evidentemente há grande rivalidade e no campo os clubes querem vencer, mas, em jogo, há algo maior que as próprias equipes, capaz inclusive de uni-las. Um exemplo claro disso são oportunidades em que os clubes abertamente se deixaram derrotar para favorecer o rival, que tinha condições de ganhar algum título, beneficiando a região.

O histórico de confrontos entre as equipes contabiliza 149 partidas. A vantagem é do Athletic que venceu  64 vezes contra 47 da Real Sociedad - aconteceram também 38 empates. A maior vitória do confronto aconteceu em 1930, quando o Athletic bateu seu rival por 7x1.

Confira ainda: Times de que Gostamos: Real Sociedad 1980-1982

Além de nunca ter sido rebaixado para a segunda divisão, ao contrário do rival, o Bilbao tem também um número de títulos maior. São oito conquistas do espanhol, contra duas do rival.

Dois outros fatos que vale a pena ressaltar e são geradores de rivalidade são as canteras e os jogadores que podem atuar pelas equipes. Os dois clubes são muito conhecidos pela qualidade de suas categorias de base, tendo revelado para o futebol grandes jogadores como Xabi Alonso (foto), Joseba Exteberría, Aitor Karanka, Julio Salinas e José Mari Bakero. Recentemente, as equipes revelaram os rápidos meia-atacantes Iker Muniaín (Athletic) e Antoine Griezmann (Real Sociedad).

Nesse contexto, há alguns casos muito controversos entre essas equipes no que diz respeito ao "roubo" de jogadores das categorias de base. O caso mais relevante foi o de Exteberría (foto), jogador símbolo do Athletic que aos 16 anos saiu da Real Sociedad para o rival.

Além disso, outro fato importante de ser ressaltado é o de que o Athletic só aceita atletas inseridos na cultura basca - nascidos no País Basco, desenvolvidos em terras Bascas ou filhos de Bascos. Até 1989, foi assim também com Real Sociedad, entretanto, hoje a equipe é aberta a quaisquer jogadores.

Nos tempos recentes, os times têm variado muito seu desempenho. Após uma bela temporada em 2011-2012, atualmente o Athletic passa por maus bocados e está na parte de baixo da tabela, mas sem risco de rebaixamento. Já a Real Sociedad, após anos maus com passagens pela segundona, faz bela campanha e briga por uma vaga na UEFA Champions League.

2 comentários :

  1. usei trechos deste texto numa prova de geografia sobre a questao basca!!! valeu

    ResponderExcluir
  2. Wladimir, só uma correção: a diferença entre a Real Sociedad e Athletic, quanto à permissão de jogadores apenas bascos é que o Athletic de Bilbao, efetivamente, só permitia jogadores nascidos na região do País Basco (atualmente, eles abriram para jogadores com descendências bascas: neste caso, temos o Amorebieta - venezolano - e o zagueiro Ramalho - nascido no Cabo Verde mas de pais bascos). Por outro lado, a Real Sociedad tinha uma patricularidade que era que eles só permitiam jogadores espanhóis nascidos na região do País Basco, porém permitiam estrangeiros (atualmente, isso mudou e permitem jogadores espanhóis de outras regiões, um exemplo é o Esteban Grenero, nascido em Madrid).

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...