sábado, 4 de maio de 2013

Borussia Dortmund x Bayern de Munique - O Jogo do Ano



Caros leitores está definida. Dia 25 deste mês os Amarelo-Negros do Borussia enfrentaram os bávaros do Bayern em Wembley. Será a primeira vez que a Uefa Champions League terá uma final alemã. E após as grandes exibições dos dois clubes nas semi-finais a expectativa pelo jogo final transcende o campo. Todos nós amantes do futebol esperamos um show de futebol em campo e além disso presenciaremos obviamente um show da torcida do Bayern e de boa parte da Muralha Amarela, como é conhecida a torcida do Borussia. Trago ao leitor alguns fatores que poderão determinar o sucesso ou o falhaço das equipes.

Os guardadores das metas


Se o Borussia chegou até a final o maior responsável por isso é um jogador de brilho discreto e pouco reconhecido pelo mundo do futebol. Mas é um dos jogadores em quem a torcida mais deposita confiança. Ele é Roman Weidenfeller. Goleiro do Dortmund desde 2002. Uma carreira e uma vida dedicadas ao clube. Os feitos do goleiro principalmente nos jogos contra Málaga e Real Madrid foram de uma enormidade incomum. O goleiro alemão parou os ataques espanhóis e, vindo em grande fase, pode ser o obstáculo mor para Robben, Ribery e companhia.

Tão bom quando o goleiro Amarelo-Negro é Manuel Neuer goleiro titular da seleção alemã. Não tendo feito nada de absurdo continua sendo um dos melhores do mundo e também pode decidir a final em Wembley.

A atuação de seus volantes


Outra posição que teve um desempenho exemplar na competição foi a dos volantes. Bender e Gündogan do Borussia alcançaram um encaixe tal que grandes ídolos do clube como o interminável Kehl, desde 2001 no clube, e o turco Sahin, que retornou ao clube após apagadas passagens por Real Madrid e Liverpool, não tiveram vez. Se Bender é força, Gundogan é técnica. Da mesma forma é o Bayern, Javi Martínez o volante de 40 milhões de euros encaixou como uma luva no esquema bávaro com Schweinsteiger. O espanhol, por vezes zagueiro no Atlético de Bilbao, tem estado numa forma espetacular. É bom na contenção e no apoio, tem bom passe e visão. Traz tudo para alcançar a titularidade da fúria. E Schweinsteiger é aquilo que todos já conhecem, capacidade absurda de controle de meio campo num jogo de intensidade muito grande.

Se os quatro mantiverem a forma recente veremos um belo duelo pelo controle das ações no jogo, afinal, toda a articulação de qualquer equipe começa com o bom trabalho de seus volantes.

Provável disposição das equipes

O poder de criação dos meias




Não é possível fugir do óbvio. Reus, Götze (se tiver condições de jogo e desconsiderando o fato de já estar vendido ao Bayern) e Kuba pelo Borussia Dortmund e Robben, Müller e Ribery deverão ser os protagonistas maiores do espetáculo. Velozes, habilidosos, incisivos, criativos e decisivos os três meias de cada um dos clubes, que atuam no já consagrado esquema 4-2-3-1, são os responsáveis pela plasticidade do futebol de suas equipes.

São eles que alimentam os bons centroavantes Mandzukic e Lewandowski, dão opções de jogo e rugas aos treinadores adversários que precisam pará-los. Os esquemas dos dois clubes se espelham. O esquema defensivo que se desligar por um minuto sequer deve decidir o jogo em favor do rival. Reside na qualidade destes seis meio campistas a maior possibilidade de vermos um grande jogo, e de seus pés devem sair as melhores coisas do encontro.

Resta a nós, reles mortais aguardar a final daquele que é o melhor campeonato de clubes do mundo.


2 comentários :

  1. Graaande Wlad! Ótimo texto! Conseguiu ressaltar bem algumas das peças cruciais dos dois times.
    Vai ser uma grande final, não tenha dúvidas.
    Não sei se viu o jogo quente (que foi pra, de certa forma, cumprir tabela) de hoje. Recheado de reservas, com muitas brigas, discussões e polêmicas. A dupla polonesa (sem o Piszczek, o outro polonês) deu um trabalho imenso pra defesa reserva do Bayern, e me deixou mais precoupado pro jogo do dia 25... Ponto positivo pro gigante Neuer, que pegou um penâlti no canto rasteiro.
    Interessante destacar também, que a final dessa edição (ao contrário da da anterior) vai contar com os dois times sem jogadores suspensos - o que aumenta ainda mais o nível desse jogão.

    ResponderExcluir
  2. É verdade Thusek! Não tinha me dado conta de que todos não há jogadores suspensos. O clássico de sábado foi bom mesmo e o Neuer pegou bem o penalti. Vai ser um jogasso, expectativa só cresce a cada dia! Só fiquei preocupado porque o jogador que eu mais gosto (não acho ele o melhor do time, lógico, mas é o que eu mais gosto) no BVB que é o Gundogan saiu sentindo, mas não deve ser problema...

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...