segunda-feira, 10 de junho de 2013

Arsenal x Tottenham: a rivalidade do Norte de Londres


Dou um passo adiante na análise dos Clássicos do Mundo, hoje trago ao leitor a rivalidade do Norte de Londres, Arsenal x Tottenham.



Londres
Londres, além de ser uma das metrópoles mais importantes e antigas do mundo, é ainda a capital do país inventor daquele que possivelmente é o esporte mais popular do mundo, o futebol. E de lá temos três rivalidades. Uma um tanto incomum e de certa forma pouco expressiva, a rivalidade “quádrupla” do oeste de Londres, que envolve Chelsea, Fulham, Q.P.R. e Brentford. A outra em contraponto, excessivamente sangrenta, vem do leste de Londres a disputa entre West Ham e Milwall. Mas em termos futebolísticos a rivalidade mais interessante da cidade vem do Norte. Arsenal x Tottenham. Gunners x Spurs.

O Arsenal foi fundado em 1886 e o Tottenham em 1882. O primeiro encontro entre as equipes aconteceu em 19 de novembro de 1887. Apesar disso, até 1913 não se verificava a rivalidade entre as equipes. Isso porque originalmente o Arsenal vem do sudeste da Grande Londres, do distrito de Woolwich e jogava no distrito de Plumstead (no sudoeste da Grande Londres) e apenas em 1913 mudou-se para o Norte da cidade, onde jogou no histórico estádio Highbury por 93 anos. Highbury ficava a aproximadamente oito quilômetros de distância do White Hart Lane casa do Tottenham. A proximidade foi o fator que gerou a rivalidade.
Highbury

O primeiro fato que acirrou a rivalidade aconteceu em 1919. Interrompido no período de 1914 a 1918 em função da Primeira Guerra Mundial, o Campeonato Inglês retornou em 1919, e com a volta veio a idéia de aumentar o número de equipes de 20 para 22. O Arsenal então em sexto lugar na segunda divisão conseguiu ingressar na primeira e o Tottenham 20º colocado na primeira perdeu a vaga. Esse fato não tem explicação lógica clara, mas o boato é de que o Presidente dos Gunners teria agido “por fora” e conseguido a vaga para sua equipe.
White Hart Lane

A partir daí não havia mais espaço para um clima amistoso entre as equipes. Em 1922, um ano após o primeiro encontro dos rivais na Primeira Divisão do pós-guerra, um jogo com sabor de vingança levou ambas as equipes a atuarem um período com os portões fechados.

Apesar da intensidade da rivalidade, a clara inferioridade do Tottenham impediu que as equipes se enfrentassem durante longo período, quando este permaneceu na segunda divisão. Mas, após o fim da Segunda Guerra Mundial, as duas equipes cresceram e o pavio da rivalidade foi novamente acesso. Desde 1950 os Spurs só passaram uma temporada na segunda divisão.

Ainda que o Tottenham tenha conseguido permanecer na primeira divisão assiduamente, o Arsenal se manteve superior. E a rivalidade se manteve baseada nas possibilidades do Tottenham prejudicar o Arsenal, seja nos encontros em Copas, como na F.A. Cup de 1991, ou vencendo partidas que impedissem algum sucesso do rival.

A vinda de Arsené Wenger para o Arsenal só aumentou o abismo entre as equipes. Desde que assumiu a equipe, o Arsenal marcou presença em todas as edições da Liga dos Campeões, enquanto o Tottenham só participou de uma. Apesar disso nos últimos 4-5 anos o Tottenham cresceu e grandes jogos valendo posições de destaque na tabela do Campeonato voltaram a acontecer.

No total os rivais se enfrentaram 251 vezes, são 101 vitórias do Arsenal, 91 do Tottenham e 59 empates. Apesar da proximidade nos resultados nos encontros, ao falarmos de títulos há uma grande diferença. Os Gunners conquistaram 13 vezes o título inglês, 10 vezes a F.A. Cup, duas vezes a League Cup e uma vez a UEFA Cup Winner’s Cup. Os Spurs levaram o inglês duas vezes, a segunda divisão duas vezes, a F.A. Cup oito vezes, quatro vezes a League Cup e duas vezes o que hoje conhecemos como Liga Europa, mas que já teve outras nomenclaturas.

Algo que deve ser lembrado é o ato de solidariedade do Tottenham para com o Arsenal. Ele aconteceu logo após o fim da Segunda Guerra Mundial. O Estádio Highbury fora bombardeado durante a guerra e o Arsenal estava sem ter onde atuar. Neste momento o Tottenham estedeu-lhe as mãos e cedeu o White Hart Lane para o uso dos Gunners.

Outro fato que merece lembrança é a transferência do zagueiro Sol Campbell do Tottenham para o Arsenal. O zagueiro era ídolo em White Hart Lane, onde jogou por 255 partidas e passou a ser tratado como traidor. Ele também fez história no Arsenal onde jogou em 135 ocasiões. Além do defensor, mais sete atletas atuaram pelos dois clubes, destaques para Jimmy Robertson e Emmanuel Adebayor, jogadores que marcaram no clássico por ambas as equipes.

As duas equipes têm brasileiros na história recente. O Arsenal contou com Gilberto Silva, Edu, Sylvinho, Júlio Baptista, Denilson e André Santos recentemente e o Tottenham com o goleiro Gomes e o volante Sandro ex-Internacional, este atualmente no clube.

A última temporada foi especial para o clássico. Os dois clubes brigaram durante todo o campeonato pela vaga na Liga dos Campeões que ao final do segundo turno ficou com o Arsenal., após uma queda vertiginosa do Tottenham, que teve o melhor jogador da Premier League, Gareth Bale.

3 comentários :

  1. Wladimir, parabéns pelo blog. Admito que não o conhecia, mas é um ode à história do futebol mundial.

    Entretanto, gostaria de ressaltar um fato muito importante, e não citado por você, que acirrou a rivalidade foi o fato de que, nos seus inícios, o Arsenal não era da região norte de Londres. Em 1913, com a construção do Highbury o Arsenal se mudou para a região, estádio que ficava muito perto do White Hart Lane, o que também enfureceu os torcedores dos Spurs.

    Parabéns pelo trabalho.

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Grande post sobre a maior rivalidade de Londres! O Arsenal é, foi e sempre será superior ao Tottenham! COYG!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...