quinta-feira, 27 de junho de 2013

Um renascimento em Florença


A temporada 2012-2013 do Campeonato Italiano apresentou uma significativa melhora das equipes tendo em vista os últimos anos. Se a disputa pelo título ficou polarizada entre Juventus e Napoli, a briga pelas primeiras colocações envolveu muitas equipes. Milan, Udinese, Lazio, Roma, Catania, Inter de Milão e a Fiorentina. Cada uma dessas equipes teve seus momentos durante a competição. Mas o que chamou a atenção foi a qualidade do futebol de uma dessas equipes em especial. A tradicional equipe de Florença, a Fiorentina.


Mosaico da torcida: "Let's go Viola"

Após momentos bons, quando a equipe contou com grandes craques como o goleiro Toldo, Rui Costa, Batistuta (foto) e Edmundo, momentos terríveis quando o clube chegou a disputar a quarta divisão italiana devido a uma crise financeira arrasadora, no início dos anos 2000, e temporadas irregulares nos últimos anos, o esquadrão florentino renasceu e voltou a jogar um futebol vistoso.

O clube apostou na formação de uma equipe com muito toque de bola no meio campo e saída com velocidade pelos lados. E essa composição deu resultado. Vieram formar o meio-campo do clube o meia espanhol Borja Valero (foto abaixo), que foi responsável por 13 assistências na temporada, os chilenos David Pizarro e Matías Fernandez e para a proteção veio Alberto Aquilani que foi autor de inesperados sete gols na temporada. A eles se juntou no meio da temporada o volante Sissoko vindo por empréstimo do PSG.

Com uma defesa sólida, tendo sido a 5ª melhor da competição (44 gols sofridos), e um ataque poderoso, o segundo melhor, atrás do Napoli (72 gols marcados), a equipe conseguiu a quarta posição e disputará a Liga Europa 2013-2014. Além disso, foi a terceira equipe com maior posse de bola do Campeonato com uma média de 55,8%, atrás apenas de Juventus e Milan.

Outras peças importantíssimas durante a campanha da Viola foram os eslavos atacantes Jovetic (foto abaixo), que despertou interesses diversos e pode deixar o clube na próxima temporada e Ljalic, e ainda o colombiano multifuncional Cuadrado (emprestado pela Udinese), capaz de fazer, com muita velocidade qualquer posição no lado direito do campo. A equipe ainda contratou o ótimo atacante Giuseppe Rossi, mas este não deu seu contributo imediato e espera-se muito dele para a próxima temporada.
Os pontos altos da temporada da Fiorentina foram as vitórias contra a Lazio (2x0 em casa e fora), contra a Inter, 4x1, e contra o Milan em San Siro por 3x1.

A equipe atuou na maior parte da temporada num 4-3-3, como o seguinte: Viviano, Roncaglia, G. Rodriguez, Savic, Pasqual (C); Aquilani, Borja Valero, Pizarro; Cuadrado, Jovetic, Ljalic. Téc. Montella.

A equipe de Florença parece ter se reorganizado após anos conturbados desde a saída do atual técnico da Seleção Italiana Cesare Prandelli, e, ainda que não tenha conquistado nada, seu bom futebol foi o que de melhor poderia ter sido oferecido aos amantes do futebol. Além do mais, é sempre muito bem vindo o renascimento de uma das equipes mais tradicionais da Itália, e que já contou com craques do nível de Sócrates, Roberto Baggio, Passarela, Vierchowod e Mijatovic, dentre outros vários.


O desejo de todos nós amantes do futebol é, que outras equipes do futebol italiano possam seguir o exemplo florentino, para que o campeonato italiano volte a ter a qualidade dos tempos recentes e já tão distantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...