quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Times de que Gostamos: Derby County 1971-1972

Depois de duas semanas de inatividade, a coluna “Times de que Gostamos” volta aos trabalhos com um time muito especial: o Derby County da temporada 1971-1972, que, treinado pelo mítico Brian Clough, conquistou o Campeonato Inglês pela primeira vez em sua história.


Em pé: Hennessey,  Webster, Boulton, Todd, Robson;
Sentados: McGovern, Gemmil, O'Hare, McFarland, Hector, Hinton e Durban

Time: Derby County

Período: 1971-1972

Time Base: Boulton; Webster, McFarland, Todd, Robson; Gemmill, McGovern, Durban; O’Hare, Hector, Hinton. Téc.: Brian Clough

Títulos: Campeonato Inglês e Texaco Cup

Não há como dissociar o sucesso do Derby County de uma figura singular para a história do futebol inglês e europeu: Brian Clough (e seu auxiliar, Peter Taylor) (foto). Dono de impressionante carisma e, por vezes, figura muito controversa – sobretudo quando o assunto era o “violento” Leeds United, de Don Revie – o comandante dos Rams chegou ao clube em 1967, vindo do modestíssimo Hartlepools United. Há época, o clube encontrava-se na segunda divisão e longe de uma posição confortável, tendo terminado o ano anterior na 17ª posição.

Inicialmente, conquanto não tenha conseguido fazer melhor do que seu antecessor, Tim Ward, terminando sua primeira temporada na 18ª colocação, Clough conduziu o time às semifinais da League Cup, algo inédito até então (e até os dias atuais). Para mais, logo na temporada seguinte, conquistou o acesso ao primeiro escalão do futebol inglês e o título da segundona, com sete pontos de vantagem em relação ao vice, o Crystal Palace.

Neste período, fez contratações vitais para a história de seu clube, caso, por exemplo, de Dave Mackay, uma aposta tida por muitos como absurda, tendo em vista a idade avançada do atleta (34 anos). Curiosamente, Mackay seria, mais tarde, o comandante do segundo e último título inglês do Derby, em 1975. Vale dizer, ainda, que o escocês foi contratado por £5 mil e eleito, ao final da temporada, a contratação do ano no país.

O título inglês na temporada 1971-1972, após um quarto e um nono lugares nas temporadas anteriores, não deixa dúvidas acerca da revolução que Clough provocou na pequena Derby. A prova cabal disso é a entrega do Troféu Brian Clough, desde 2007, ao vencedor de cada partida entre Derby County e Nottingham Forest, clubes em que o treinador é lenda.

Defendendo a meta do clube, Clough contou com Colin Boulton (foto), grande ícone da história dos Rams. Ex-cadete da polícia de Cheltenham, o goleiro chegou ao Derby em 1964 e durante algum tempo teve que lutar pela titularidade com Les Green, arqueiro que chegou ao clube em 1968, contratado por Clough. Não obstante isso, na temporada em foco, disputou todas as 42 partidas do Campeonato Inglês e manteve a meta imaculada em 23 ocasiões. É lembrado com carinho pelo torcedor por sua longevidade na equipe e solidez debaixo das traves.

A lateral direita foi ocupada por outra grande referência histórica da equipe, Ron Webster (foto). Criado na base da equipe, representou-a mais de 500 vezes (sendo o segundo jogador com mais aparições pelo time). É reconhecido como o único jogador formado no clube a participar dos dois títulos nacionais do Derby e pelo estilo duro e a atitude séria e determinada no campo. Em 2009, foi eleito o maior lateral direito da história do time. No flanco canhoto, John Robson, contratado em 1967, aos 17 anos, também viveu grandes momentos. Conhecido por seus desarmes, representou a Seleção Inglesa Sub-23 e só ficou de fora de uma partida na campanha de 1971-1972. Em 1978, sua carreira viu-se abreviada em função de uma esclerose múltipla.

A zaga, que perdera seu grande arquiteto e orientador, Dave Mackay, foi composta por Colin Todd e Roy McFarland (foto). O primeiro chegou para substituir Mackay e revelou-se uma surpresa muito grata. Membro da terceira melhor defesa da competição, Todd, dono de ótimo tempo de bola e força, foi eleito o melhor jogador do Derby na temporada. Há época, representou a transferência mais cara de um defensor no país e, ao final da temporada, ganhou suas primeiras chances na Seleção Inglesa. McFarland, capitão da equipe, também foi membro de sua Seleção nos anos 70 e disputou mais de 500 jogos pelo Derby, sendo o terceiro que mais vezes defendeu o time.

O excelente meio-campo do Derby foi defendido pelo perseverante John McGovern (foto). Ótimo nos desarmes e bom no trato com a bola, tinha também uma capacidade de liderança impressionante, nunca se deixando intimidar por jogadores mais experientes. Foi figura muito importante na organização do time e também no ataque, marcando importantes gols. 

Compartindo a meia cancha com McGovern, Alan Durban e Archie Gemmill, internacionais galês e escocês, respectivamente, foram os motores da equipe. Durban, que começou a carreira como centroavante, revelou-se um atleta de grande capacidade de criação ofensiva, visão de jogo e mostrou-se um perigoso elemento surpresa. Gemmill, por sua vez, impressionava pela resistência física, qualidade na transição entre os setores de defesa e ataque e gestão da posse da bola.

Curiosamente, McGovern e Gemmill seguiram com Clough para o Nottingham Forest, onde conquistaram muitas glórias.
Aberto pelo flanco esquerdo, Alan Hinton era o jogador mais perigoso do time, uma vez que, além de suas jogadas individuais, era vital nas cobranças de faltas, escanteios e, em geral, em seus cruzamentos, que deram aos centroavantes John O’Hare e Kevin Hector (foto) incontáveis oportunidades de gols. Estes formaram uma dupla que se complementou bem. “King” Hector – jogador que mais vezes defendeu o Derby na história, com 589 jogos, e segundo maior artilheiro, com 201 gols – era veloz e habilidoso, enquanto O’Hare, grandalhão, servia de pivô para a equipe, sendo importante não só por seus gols, mas também com muitas assistências e com sua luta, tendo atuado muitas vezes sem estar 100%.

O’Hare é mais um que seguiu com Clough para os Foresters.

Apesar de poucos, em número de opções – Clough venceu o Campeonato Inglês utilizando apenas 16 jogadores –, os jogadores reservas tinham qualidades. Destaque para Terry Hennessey (foto), defensor completo que podia atuar tanto pelo centro da defesa quanto pelos flancos, mas que sofreu com lesões, e para o centroavante Frank Wignall, autor de cinco gols em 12 jogos na temporada 1971-1972.

O que fica como marca deixada pelo Derby County do final dos anos 60 e início dos anos 70 (que culminou com o título inglês em 1972) é a habilidade de Brian Clough em extrair o melhor de seus atletas, o olho clínico para identificar suas necessidades, a habilidade de Pete Taylor, seu auxiliar, em encontrar o jogador perfeito para a necessidade do time e o gosto pelo futebol bem jogado.

Ficha técnica de jogos importantes nesse período:

20ª rodada do Campeonato Inglês: Derby County 3x1 Manchester City

Estádio Baseball Ground, Derby

Público 35.354

Gols: Webster, Durban e Hinton (Derby); Francis Lee (Manchester City)

Derby County: Boulton; Webster, C.Todd, McFarland, J.Robson; McGovern, Durban, Gemmill; O’Hare, Hector, A.Hinton. Téc.: Brian Clough

Manchester City: Corrigan; Book, Doyle, Booth, Donachie; Oakes, Summerbee, C.Bell; W.Davies, F.Lee, Mellor. Téc.: Malcolm Allison

36ª rodada do Campeonato Inglês: Derby County 2x0 Leeds United


Estádio Baseball Ground, Derby

Público: 39.450

Gols: O’Hare e Hunter (contra) (Derby)

Derby County: Boulton; Webster, McFarland, C.Todd, J.Robson; McGovern, Durban, Gemmill; O’Hare, Hector, J.Walker. Téc.: Brian Clough

Leeds: Sprake; Reaney, W.Bremner, J.Charlton, Cooper; N.Hunter, Lorimer, A.Clarke; Madeley, Giles, E.Gray. Téc.: Don Revie

42ª rodada do Campeonato Inglês: Derby County 1x0 Liverpool

Estádio Baseball Ground, Derby

Público 39.420

Gol: McGovern (Derby)

Derby County: Boulton; S.Powell, McFarland, Todd, J.Robson; McGovern, Durban, Gemmill; O’Hare, Hector, A.Hinton. Téc.: Brian Clough

Liverpool: Clemence; Lawler, T.Smith, Lloyd, A.Lindsay;  E.Hughes, K.Keegan, B.Hall, Heighway (J.T.McLaughlin), Toshack, Callaghan. Téc.: Bill Shankly

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...