segunda-feira, 9 de novembro de 2015

A ótima temporada de Alex Teixeira

O Campeonato Ucraniano está longe de figurar no rol das ligas mais competitivas e duras da Europa, o que ocasionalmente nos leva a desconsiderar os méritos daqueles que lá atuam. No entanto, a evolução e o crescimento profissional de figuras como Fernandinho, Willian e Douglas Costa põe em xeque a solidez desse pensamento. Embora ele seja aplicável em muitos hipóteses, certamente não o é em todas. Será o caso de Alex Teixeira, brasileiro que faz bela campanha no Shakhtar Donetsk?



Jogo mais perto do gol

Quando apareceu no Vasco da Gama, Alex Teixeira era um atacante de velocidade, que gostava de atuar pelos flancos, como segundo avançado ou winger. Apesar disso, durante sua estada na Ucrânia, que já dura quase sete anos, o jogador se adaptou a uma forma diferente de jogar, como meio-campista ofensivo e, até mesmo, em uma linha mais recuada da meia-cancha, como volante.

A despeito disso, a vocação do jogador se manteve muito ofensiva, o que sempre lhe conferiu oportunidades para marcar gols. Diante disso e da saída de jogadores como Douglas Costa e Luiz Adriano, o treinador Mircea Lucescu reconsiderou suas escolhas acerca do posicionamento de Alex Teixeira, adiantou-o novamente e o resultado vem sendo a marcação de um grande número de gols.

Atualmente, o brasileiro vem sendo utilizado em uma função mais próxima do gol, como meia-atacante, com liberdade para aparecer pelos lados e chegar à frente.

Na temporada, até o momento, Alex já balançou as redes 21 vezes em 22 partidas, o que importa em uma média impressionante, aferindo-se quase um tento por partida, algo praticamente impensável nos tempos atuais e que apenas jogadores da estirpe de Cristiano Ronaldo e Lionel Messi conseguem alcançar.

Para se ter ideia do que significam esses números, na última temporada, que já havia sido superior as suas primeiras, o jogador de 25 anos marcou 22 gols em 37 partidas, um a mais do que na atual, que sequer chegou à metade.

Assunção de protagonismo

Escolhido o vice-capitão da equipe, o jogador é hoje uma das grandes referências do time. Apesar da juventude, é um dos atletas com mais “tempo de casa” e com a saída de outros jogadores influentes, vem ganhando ainda mais importância no elenco. Hoje, o brasileiro não é só mais um, afirmando-se como a estrela da equipe, o protagonista, a grande esperança de êxitos na temporada.

A maior parte das jogadas criadas por seu clube saem ou passam por seus pés antes de serem concluídas. Após uma temporada à sombra do rival Dynamo de Kiev, o clube voltou com tudo à disputa do título ucraniano, em grande parte devido ao brilhantismo do momento de Alex.

Dos 37 gols que o Shakhtar marcou em 13 jogos, afirmando-o como o melhor ataque da competição – com superioridade de nove tentos em relação ao Dnipro –, 19 foram de Alex, mais de 50%.

Além disso, o jogador criou três assistências, o que faz com que sua contribuição direta para os gols do clube de Donetsk suba para 59%. Quantos jogadores no mundo podem gabar-se de um desempenho de tamanha importância?

“Luiz Adriano (o último vice-capitão) foi um jogador bem-sucedido, que jogou muitos anos pelo Shakhtar e marcou muitos gols. Antes dele, Fernandinho foi o capitão pelos brasileiros e o primeiro de todos foi Matuzalém. Agora a responsabilidade passará para Alex Teixeira, que é não apenas um líder dos jogadores brasileiros, mas também um líder técnico. Ele é um jogador ofensivo que constrói o jogo e mostra muito trabalho (...) Estou certo de que nesta temporada ele (Alex Teixeira) continuará a ser o número um no time e, nos próximos anos, alvo de interesse de contratação de clubes europeus de grande nome”, revelou Mircea Lucescu, treinador do Shakhtar.

Alex seguirá os passos de alguns de seus ex-companheiros?

Nos últimos anos, alguns jogadores brasileiros deixaram o Shakhtar e seguiram para centros maiores, obtendo sucesso nos mesmos. São os casos de Fernandinho, Willian (que ainda passou brevemente no Anzhi após deixar a Ucrânia) e Douglas Costa, que atuam, respectivamente, em Manchester City, Chelsea e Bayern de Munique. Antes de suas transferências, o trio já vinha destacando-se sobremaneira na Donbass Arena. Tendo uma sequência positiva há algumas temporadas, será que Alex Teixeira seguirá os passos de seus ex-colegas em um futuro breve?



As especulações da imprensa europeia garantem que sim. Chelsea e Juventus seriam equipes fortemente interessadas no futebol do atual terceiro melhor colocado no prêmio Golden Boot - que premia o maior goleador da Europa -, atrás apenas de Robert Lewandowski e Pierre-Emerick Aubameyang, que pontuam mais do que o brasileiro, uma vez que atuam em uma liga mais competitiva.

Amadurecido em relação ao jogador que chegou à Ucrânia em 2009, Alex vem tendo desempenho assombroso e deve passar por mudanças em breve em sua carreira. Uma transferência para uma equipe maior parece inevitável e quem sabe o futebol do jogador não esteja sendo observado de perto por Dunga, que já chamou Douglas Costa e Fred na condição de jogadores do Shakhtar?

Diante disso, é difícil não concluir que o caminho futuro de Alex Teixeira parece estar traçado e ser brilhante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...