quarta-feira, 12 de julho de 2017

Após sucesso, Leipzig mantém modo de trabalhar

A temporada 2016/17 representou a estreia do RB Leipzig na elite do futebol alemão. Embora tivessem planejado chegar brevemente à disputa da UEFA Champions League, os Bullen não esperavam vivenciar esse sucesso tão rapidamente. Sua estruturada postura no mercado de transferências deu resultados impressionantes. Algumas vezes líder da Bundesliga, o clube a terminou em segundo lugar, conquistando vaga à citada competição continental. O êxito, todavia, não subiu à cabeça da diretoria que vem mantendo sua política de contratações, privilegiando a busca de jovens valores.



Individualmente, três foram os nomes que maior destaque alcançaram na aludida campanha: Naby Keïta, Emil Forsberg e Timo Werner. O primeiro foi o motorzinho do meio-campo, o segundo o principal assistente dentre as maiores ligas do futebol europeu e o terceiro o maior goleador da equipe; um guineense, um sueco e um alemão. Em comum o fato de serem jovens trazidos ao clube com a promessa de receber boas condições para seu desenvolvimento.

Em que pese o bom desempenho do clube nos últimos tempos, ficou evidente a necessidade de se encorpar o elenco, para melhor encarar os novos desafios e expectativas que terá pela frente. Nesse sentido, apenas uma baixa relevante já está confirmada – a saída do atacante Davie Selke para o Hertha BSC. Por outro lado, algumas contratações já foram confirmadas e, sem surpresa, mantendo um conhecido padrão.

O gol, defendido pelo húngaro Péter Gulácsi, ganhou o reforço do suíco Yvon Mvogo (foto). Aos 23 anos, vem do Young Boys com credenciais importantes. Já tendo passagem pelas equipes de base da Seleção Suíça, conquistou recentemente seus primeiros chamados ao selecionado principal, mas ainda não estreou. No último ano, disputou 47 jogos e conseguiu 15 clean sheets. Destaca-se pelos bons reflexos e capacidade de se impor em situações de um contra um. Custou €5 milhões aos cofres do RB. Além dele, o clube firmou com o arqueiro da Seleção Suíça Sub-19: Phillip Köhn, de 19 anos e que chega do Stuttgart sem custos.

Por sua vez, a zaga já recebeu o reforço de Ibrahima Konaté, defensor francês de 18 anos. Ex-Sochaux, também não custou nada aos cofres do Leipzig. Com experiência representando os Bleus nos escalões sub-16 e 17, subiu aos profissionais de seu antigo clube no segundo turno da Ligue 2 (segunda divisão francesa) e foi titular na reta final. Em 2016/17, atuou em 13 partidas e marcou um gol.

Os reforços mais interessantes, no entanto, concentram-se no meio-campo e no ataque dos Bullen.

Para a faixa central, vindo de outra equipe dirigida pela empresa Red Bull, a de Salzburgo, chega o garoto austríaco Konrad Laimer, de 20 anos. Outro atleta de extensa passagem pelas camadas inferiores da seleção de seu país, destaca-se pela forma como comanda as ações do setor. Imponente, vai bem no combate e tem interessante tempo de bola – o que fica claro em suas interceptações. Com essas características, pode tanto ocupar a vaga de Keïta, eventualmente, quanto atuar a seu lado.



No último ano, disputou 43 jogos e marcou quatro gols. Nos quatro encontros válidos pela Europa League em que entrou em campo, obteve as relevantes médias de 3,8 desarmes e 3,3 interceptações por partida. Porém, cometeu 3,3 faltas e acertou o percentual não muito animador de 71% de seus passes. O clube de Leipzig pagou €7 milhões a seu “irmão”.

O reforço mais rodado chega para as pontas. Embora tenha apenas 22 anos, o português Bruma já tem a experiência de ter atuado em quatro equipes de três países diferentes. Formado no Sporting CP, foi comprado ainda muito jovem pelo Galatasaray. Na Turquia, teve dificuldades para se adaptar, sofreu lesões e foi emprestado a Gaziantepspor e Real Sociedad. A despeito disso, foi brilhante na última campanha. Sua extrema habilidade e rapidez na condução da bola ocasionaram lances de rara beleza e muitos gols. Em 37 jogos, anotou 11 tentos. Contratado por €12,5 milhões, é alternativa pelas duas pontas e para a posição de segundo atacante.



Finalmente, para o ataque que perdeu Selke, os Bullen foram ao Paris Saint-Germain buscar o talentoso Jean-Kévin Augustin. Aos 20 anos, ficou afastado de boa parte da temporada 2016/17, lesionado, mas acumula experiências relevantes. Pelos parisienses, disputou o total de 31 jogos, a maioria em poucos minutos, somando dois gols apenas. Por outro lado, sua longa passagem pelas equipes de base da França, que representou nos escalões sub-16, 17, 18, 19, 20 e 21 (o atual), revela 38 encontros e 24 bolas nas redes adversárias. Além de ter muita rapidez e frieza à frente das balizas, é opção também para as pontas. O valor de €13 milhões não parece excessivo diante da enorme expectativa criada a sua volta.

Visão e coerência

Em esclarecedora entrevista concedida à Deutsche Welle, ainda em fevereiro deste ano, o diretor esportivo do clube, Ralf Rangnick, esclareceu pontos chave da política empreendida pelo clube, lembrando também de suas experiências prévias, sobretudo a que desenvolveu junto ao Hoffenheim.

“É claro que no Hoffenheim em 2006 e aqui em Leipzig em 2012, começamos basicamente do zero. Em ambos os casos, tentamos contratar um staff competente. Em outras palavras, os melhores homens e mulheres para o trabalho (...) Aqui em Leipzig, o desenvolvimento tem sido baseado, principalmente, na qualidade de nossos jogadores e na sua consequente evolução (...) seguimos nosso próprio caminho. Não posso dizer o que estamos fazendo melhor ou pior do que os outros. Só posso dizer que fazemos o que fazemos por convicção. Primeiro nos perguntamos que estilo queríamos jogar, então observamos e contratamos novos jogadores, e os desenvolvemos”.

Como havia sido na edição da Bundesliga recém-finda, é difícil medir o alcance do RB Leipzig na temporada 2017/18. Fora dos campos, o trabalho da diretoria segue sendo coerente e ponderado. Os Bullen mantêm uma linha de trabalho, fortaleceram o elenco e estão se preparando devidamente para lidar com eventuais perdas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...