quinta-feira, 13 de setembro de 2018

Uma temporada para Dani Ceballos?

Não é fácil ser jogador do Real Madrid. Se a peça em questão não é uma unanimidade, como são os casos de gente como Luka Modric, Marcelo ou Sergio Ramos, sua titularidade nunca está garantida. Nesse sentido, ótimos nomes que compõem o elenco acabam passando longas estadias na reserva — sendo peças muito úteis, mas, no frigir dos ovos, suplentes. Presenças cada vez mais frequentes, Isco e Marco Asensio passaram por essa realidade. Hoje, quem se candidata a uma temporada de afirmação é Dani Ceballos.




De prodígio bético a promessa madrilena

O Campeonato Espanhol de 2016/17 do Real Betis afirmou uma situação: campanha ruim à parte, no Beníto Villamarín uma estrela mostrou que estava pronta para brilhar em palcos maiores. Nos números, a performance de Ceballos até não chamou muito a atenção, mas a qualidade de seu futebol ficou evidenciada. Provou-se um meio-campista muito completo e versátil, um jovem que procura a bola constantemente, a distribui com qualidade e raramente perde a posse. Dinâmico e participativo. Nesse ano, brilhou contra Barcelona, Valencia e Málaga (partidas em que foi eleito o melhor em campo).

Ao final do ano veio a confirmação de que seu potencial era mesmo enorme. Chamado a representar a Seleção Espanhola Sub-21 no Campeonato Europeu da categoria, o camisa 6 fez um torneio soberbo. Ladeado por outras figuras de grande quilate — tipos como Saúl Ñíguez e Asensio — foi eleito, sem margem para contestações, o melhor jogador do certame, mesmo com o vice-campeonato. 

Foto: realbetisbalompie.es
Novamente, os números disseram pouco a respeito de seu jogo, com apenas uma assistência em quatro partidas e nenhum gol. A questão é que a sua influência na construção das jogadas e controle da posse foram determinantes para os êxitos espanhóis.

Não foi por acaso que o Real Madrid foi atrás de sua qualidade. O pagamento de apenas €16,5 milhões (pouco mais do que o baixo valor de sua cláusula rescisória) pareceu uma verdadeira pechincha.

Ele chegou à capital espanhola no momento em que o Real Madrid cedeu James Rodríguez ao Bayern de Munique, mas a despeito de encontrar uma vaga no elenco, não teve muitas chances. 

Escassez de oportunidades em Madrid

Foram 22 jogos disputados apenas, com média de 41 minutos jogados por encontro. Muito pouco diante do contexto de um time que chegou à final da Liga dos Campeões, disputou Mundial de Clubes e ainda teve a Supercopa da Espanha, em um calendário muito inchado. Mas Ceballos não é estranho às adversidades.

Desde a infância, o jogador tem vivido a necessidade de superar desafios. Sua trajetória começou no rival do Betis, o Sevilla, mas ele foi dispensado rapidamente em razão de uma bronquite crônica. Em 2011 chegou aos Verdiblancos, estreando como profissional em 2013/14, aos 17 anos. Naquele ano, o Betis caiu e ele acabou sendo um dos protagonistas da retomada vivida em 2014/15. Sua vida no clube andaluz foi sempre dura.

No que diz respeito ao seu primeiro ano no Real Madrid, é bem verdade que o espanhol teve problemas físicos durante a temporada, mas sua utilização foi realmente muito restrita. Ele foi suplente não-utilizado em 17 jogos, mesmo tendo tido influência quando em campo. Em La Liga foram 12 aparições, oito como reserva; 33 minutos em campo e 31,1 passes oferecidos, em média. É impossível subestimar tal participação, ainda que pequena em minutos. Teriam existido também problemas com o antigo treinador, Zinédine Zidane.

No início do mês de setembro, o jogador não teve papas na língua em entrevista concedida à Rádio Marca: "Razão para não ter tido muitas oportunidades? Isso tem de perguntar a Zidane [...] Se Zidane continuasse, estava claro que eu iria sair, mas com a chegada de Julen Lopetegui tudo foi diferente".


Há motivos para pensar em uma nova realidade em 2018/19.

Nova realidade no estádio Santiago Bernabéu

O meio-campo merengue perdeu uma peça importante. Mateo Kovacic foi emprestado ao Chelsea. O croata era o reserva imediato de qualquer um dos meias do clube, Casemiro, Toni Kroos e Luka Modric. 

Além disso, os madrilenos não foram atrás de nenhum reforço para o setor e contrataram o treinador Julen Lopetegui, de longa passagem pelas equipes de base da Espanha e acostumado a trabalhar com elencos jovens. Por fim, é preciso considerar que Modric já tem 33 anos e poderá ser preservado em alguns momentos.

Foto: Getty Images
A disputa por um lugar no time diminuiu e a necessidade de uso do elenco todo aumentou de uma temporada para a outra.

No início da campanha, o cenário já se apresenta um pouco diferente para o garoto de 22 anos. Em quatro partidas disputadas pelo Real, Ceballos foi utilizado em três, tendo saído no onze inicial em uma. É certo que a titularidade ainda está fora do alcance do espanhol, mas uma utilização frequente não.

Chance também na Fúria

Outra questão relevante a respeito do momento de Dani é a renovação que vem sendo implementada na Seleção Espanhola principal. Na última Data FIFA, o treinador da Fúria, Luis Enrique, o chamou pela primeira vez e lhe ofereceu sua primeira oportunidade.

No massacre contra a Croácia, vitória por 6 a 0, o jovem foi titular e disputou os 90 minutos de jogo. Não marcou gols, nem assistiu, mas fez um ótimo jogo. Acertou nada menos do que 94,5% de seus passes.

Em entrevista concedida no pós-jogo, o comandante espanhol foi enfático: “[Ceballos] É um jogador daqueles que não há mais no futebol [...] quebra linhas, dá o último passe [...] Marcou tão bem Modric que ele se incomodou e teve que ir para outra parte do campo”.

A temporada 2018/19 começa muito prometedora para o talentoso andaluz. A promessa de mais minutos com a camisa do Real Madrid é concreta e, no processo de formação de uma nova Seleção Espanhola, ele aparece como uma das possibilidades. Já contribuindo. A pouca utilização na última temporada não deve ser vista como um momento de estagnação, mas um processo importante para o crescimento de sua carreira. Sua saída foi especulada, mas ele ficou e o panorama é hoje bem mais favorável para sua afirmação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...