terça-feira, 3 de junho de 2014

A nova luta do Eibar

Tempo de leitura:

Que o futebol traz histórias de todos os tipos, emocionantes, insólitas e estranhas, ninguém duvida. Curiosa é a capacidade que o esporte bretão tem de apresentar novas situações. Nesse sentido, o Eibar, clube de pequenina expressão na Espanha, ascendeu à elite pela primeira vez e pode conquistar o título da Segunda Divisão. Contudo, pode ser impedido de disputar La Liga.


Para a disputa da Segunda Divisão da temporada recém-finda, o Eibar dispôs de um orçamento de apenas 3,9 milhões de euros, o mais baixo da competição. Deste valor, 2,6 milhões foram destinados à montagem do elenco, sendo o restante utilizado no pagamento dos empregados e na manutenção das instalações do clube.

Com efeito, a despeito das dificuldades notórias para a sua gestão, o clube se superiorizou a equipes como Deportivo La Coruña, Barcelona B, Murcia, Gijon e Las Palmas. Não somente conquistou o acesso. Também pode levar o título. Não obstante, seus méritos podem ter sido vãos.

Segundo o decreto que regula as Sociedades Anonimas Deportivas na Espanha, para que possa disputar a Primeira Divisão, o Eibar precisaria ter um capital social equivalente à média de gastos do restante da categoria. 

Na prática, o clube, que possuía capital social de 422 mil euros, teria de ampliar o referido capital em 1.724.272,95. O valor se baseia na emissão de 39.600 ações no montante de 60 euros. As ações custariam 50 euros aos acionistas, sendo os outros 10 devidos pelo clube. 

Com o intuito de preservar sua identidade, garantindo que só adquiririam ações aqueles torcedores que possuem o Sintimiento Eibar, o clube limitou a 100 euros o investimento dos acionistas. Até a prefeitura local, que patrocina o clube, contribuiu.

Xabi Alonso Eibar

Outro ponto interessante de ser ressaltado é que o clube se mantém, mormente, em decorrência da ajuda financeira que percebe da Real Sociedad, com quem celebrou convênio. Por meio deste, inclusive, o clube pôde contar com jogadores do quilate de Xabi Alonso, por empréstimo. Outro jogador de destaque internacional que passou pelo clube foi o meio-campista David Silva, então pertencente ao Valencia.

Desde o início da oferta das ações, mais de um milhão de euros já foram arrecadados, e, se a situação permanecer dessa forma, o clube conseguirá ascender à Primeira Divisão. O prazo máximo para a juntada da quantia é o próximo 6 de agosto, quando o time terá que dar garantias à Federação Espanhola. A curiosidade é que, se atingir sua meta, o Eibar receberá, imediatamente, 17,5 milhões de euros a título de direitos televisivos, verba nunca antes vista no clube.

Ipurua também é problema


Além do problema financeiro, o clube enfrentará um problema estrutural. Seu estádio tem capacidade para 5.250 pessoas, sendo o mínimo exigido o de 6.000 na primeira temporada e 13.000 na segunda. Um estudo está sendo feito sobre a possibilidade de expansão do Estádio Ipurua, contudo, o clube também poderá ter que se mudar.

Longe dos holofotes e da fama que cercam clubes como Barcelona e Real Madrid, o Eibar, cujo grande destaque no campo foi o atacante Jota, autor de 11 gols na campanha do clube, ligado ao Celta de Vigo e com passagem pelo Real Madrid Castilla, luta para conseguir disputar pela primeira vez o Campeonato Espanhol. 

A hashtag do anúncio feito pelo clube faz um convite ao público: #defiendealeibar, para que o sonho, que nunca esteve tão próximo, se torne realidade.


2 comentários: