segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Com brasileiros, time búlgaro pode fazer história

Completamente desconhecido até a última temporada, quando chegou às oitavas de finais da Europa League, após avançar em um grupo que contou com PSV Eindhoven, Dinamo Zagreb e Chornomorets Odesa, e eliminar a Lazio na segunda fase, o Ludogorets, da Bulgária pode fazer história.




Fundado em 2001, com o nome de Ludogorie Football Club, uma homenagem à região em que se localiza e cujo significado remete às florestas locais, o time viveu no amadorismo até 2010. Nesse período, mudou de nome, passando a ser chamado de Razgrad 2000 e, em 2006, passou a disputar a terceira divisão búlgara, que tem status de competição amadora e divide-se em grupos, conforme as regiões do país.

Quatro anos depois, ao conseguir o acesso à segunda divisão, o clube foi comprado pelo empresário Kiril Domuschiev, que adquiriu a licença para o uso do nome “Ludogorets Razgrad”, título de uma equipe antiga da região, fundada em 1945 e encerrada em 2006, e decidiu que iria construir uma equipe vencedora, sem, contudo, abusar de recursos financeiros, como fazem algumas equipes mundo afora.

Na Europa League, o Ludogorets eliminou a Lazio
Já em 2010-2011, o clube conquistou o título da Segunda Divisão Búlgara (B Group) e ascendeu ao primeiro escalão do futebol do país. No ano seguinte – e nos outros dois que se seguiram –, o clube venceu o Campeonato Búlgaro (A Group), superiorizando-se a clubes tradicionais como CSKA Sofia, Levski Sofia e Litex Lovech. Consequentemente, a equipe se qualificou em 2012-2013 e 2013-2014 para a segunda eliminatória da UEFA Champions League. 

Além dos três títulos nacionais, a equipe venceu também duas Copas da Bulgária e duas Supercopas. Ademais, se tornou o segundo time, em toda a história, a conquistar a tríplice coroa nacional em seu primeiro ano na Primeira Divisão. Antes, o Levadia Tallinn, da Estônia, o havia conseguido.

Na primeira participação na competição continental, foi, imediatamente, eliminado pelo Dinamo Zagreb. Todavia, o placar foi apertadíssimo, 4x3 no agregado. No ano seguinte, os búlgaros avançaram à terceira eliminatória e ao play-off final, sendo eliminados pelo Basel. Na presente temporada, recém-iniciada, o clube repetiu o desempenho da temporada passada e enfrentará o Steaua Bucareste, no play-off. Empolgado com o desempenho na última Europa League, o clube quer fazer mais história e, para isso, conta com cinco brasileiros.

Desde 2011 no clube, o lateral direito Choco (foto), que passou pelas categorias de base de Corinthians, São Paulo e Santos é o brasileiro que está há mais tempo no clube. Aos 24 anos, é um dos destaques do time. Na última temporada em 32 jogos, marcou um gol e deu duas assistências. 

Além dele, Juninho Quixadá e Marcelinho, ambos meias ofensivos, também jogam na equipe desde 2011. Ex-companheiros de Bragantino, têm ótimas marcas. O primeiro, em 74 jogos, marcou 20 gols e proveu seis assistências. Já Marcelinho tem números ainda mais expressivos. Em  116 encontros, balançou as redes 35 vezes e deu 25 passes para gol.

Além dos três citados, Júnior Caiçara e Wanderson (foto), ex-Portuguesa, completam o rol de brasileiros que podem fazer história pelo clube búlgaro, que possui, também, seis jogadores em sua Seleção e vem da pequena Razgrad, que possui cerca de 34.000 habitantes.

Mais do que história, um avanço à fase de grupos da UEFA Champions League representaria um lucro enorme para a equipe. Se a UEFA mantiver a mesma forma de distribuição de renda da última temporada, só pelo fato de estar na fase de grupos, o Ludogorets ganharia € 8,6 MI. Além disso, cada eventual vitória acrescentaria um montante de € 1 MI e os empates € 0,5 MI.

Tricampeão búlgaro e, passadas cinco rodadas, líder da atual edição, o Ludogorets pode chegar à sua primeira UEFA Champions League e, de quebra, lucrar uma verdadeira bolada. Para isso, com a ajuda de seu quinteto tupiniquim, precisa bater o Steaua Bucareste, atual campeão romeno e que tem como principal destaque o ponta esquerda Cristian Tanase. Certamente, é uma tarefa mais fácil do que a do ano passado, quando teve o Basel pela frente.

O sonho começa a ser jogado na próxima terça-feira, em Bucareste. Na próxima semana, saberemos se ele se tornou realidade.

* A última vez que um clube búlgaro chegou à fase de grupos da UEFA Champions League foi em 2006-2007, com o Levski Sofia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...