Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

Karl Rappan e a origem do ferrolho suíço no final dos anos 1930

A Suíça é um país peculiar. Politicamente neutro, economicamente descomplicado, lembrado por seus relógios, canivetes, chocolates e, é claro, pelos Alpes, desenvolveu aura própria. No campo dos esportes, entretanto, o mais famoso deles nem sempre foi suficientemente popular em solo helvético. Ao perceber certa inaptidão dos nacionais suíços para a prática do futebol, o austríaco Karl Rappan tomou uma decisão que mudaria os rumos da prática, tanto para o país quanto para o resto do planeta. Aqueles eram os anos 1930.

Últimas postagens

FA Cup de 1973 apresentou o Sunderland do impossível

Na década de 1980, o Racing Paris tentou comprar o sucesso

Entre 2002 e 2003, o Paysandu brilhou no Brasil e na Libertadores

Quando Menotti levou o Huracán ao título argentino em 1973

A sinceridade levou o Dinamo Minsk ao título soviético de 1982

Nos anos 1990, a Europa foi obrigada a notar a ascensão do Parma

O Atlético Mineiro de 1977, vice com 10 pontos a mais que o campeão

A epopeia europeia do Panathinaikos em 1995-96

Caso Saltillo: a autossabotagem que marcou a geração oitentista de Portugal

Hans Krankl fez o que sabia, mas teve vida curta no Barcelona

De Joe Mercer a Tony Book, a herança do Manchester City