quarta-feira, 20 de março de 2019

Quando um modesto City goleou no clássico de Manchester

A Premier League parecia já ter dono quando se anunciou a 28ª rodada. Ainda havia chances remotas de título para o Manchester United, mas a verdade é que parecia impossível tomar a liderança do Arsenal. Nove pontos separavam os clubes. Ou seja, ganhar era um imperativo para os comandados de Sir Alex Ferguson. Do outro lado, estava o Manchester City, que, no derby, procurava se afastar das redondezas da zona de rebaixamento. E, bem, como diz o ditado, clássico é clássico — e vice-versa.

Arte: O Futebólogo

quarta-feira, 13 de março de 2019

O dia em que o campeão Barcelona viveu um vexame contra o CSKA

O Barcelona havia acabado de tirar um enorme peso de suas costas. No final da temporada 1991-92, finalmente, conquistara a Copa dos Campeões da Europa — título que seu grande rival, o Real Madrid, já vencera em seis ocasiões. Apesar disso, não houve muito tempo para festejos. Na edição seguinte, a primeira no formato de Liga dos Campeões, o CSKA foi o adversário catalão na segunda fase do certame e não quis nem saber se seu adversário era campeão.


CSKA Barcelona UEFA Champions League 1992-93
Arte: O Futebólogo

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

Sofre o Leicester City com seu movimento de contracultura

O árbitro apita o final da partida e a torcida vaia. O Leicester City não vence há seis jogos na Premier League. Embora duas derrotas tenham sido fora de casa e uma outra, ainda que como anfitrião, tenha se dado perante o Manchester United, os zero pontos somados no King Power Stadium em jogos contra Southampton e Crystal Palace pesam uma tonelada. Diferentemente dos tempos vitoriosos, os Foxes agora praticam um jogo mais propositivo (em alguns momentos agradável ao espectador). Entretanto, as vitórias rarearam, o que custou o emprego do treinador Claude Puel.


Brendan Rodgers Leicester City
Foto: Reprodução - Leicester City/Arte: O Futebólogo

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

O rock de Gareth Bale

O histórico do Tottenham na Liga dos Campeões da Europa não é dos melhores. Em 2018-19, os Spurs jogam a competição apenas pela quinta vez, tendo como melhor participação sua primeira, em 1961-62. Na ocasião, os londrinos chegaram às semifinais, caindo para o futuro vencedor, o Benfica. Entretanto, esse registro escasso não impediu a vivência de noites memoráveis — como aquelas que Gareth Bale protagonizou no final de 2010.


Bale Internazionale Tottenham Gareth
Foto: Getty Images / Arte: O Futebólogo

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

A Académica que lutou com bravura e se permitiu sonhar

A cidade de Coimbra se notabilizou ao longo dos séculos como um dos principais centros acadêmicos da Europa. Não é para menos: abriga a sétima universidade mais antiga do Velho Continente e ainda em plena atividade. Passaram-se seis séculos até que fosse, de fato, fundada a Associação Académica de Coimbra; seu braço futebolístico surgindo no início do século XX. Conforme o esporte foi se desenvolvendo, tornou-se parte importante da vida da AAC. Entretanto, aos sucessos dos livros não se seguiram os da bola — mas quase toda regra possui suas exceções.


Taça de Portugal Académica
Foto original: Tiago Petinga/Arte: O Futebólogo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...