quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Alassane Pléa e o Gladbach que quer a Europa

Os livros da história do futebol guardam um lugar especial para o Borussia Mönchengladbach. Entretanto, o passado de glórias não garantiu semelhante presente aos Potros. Nas últimas cinco temporadas, houve sinais de melhora, mas também de instabilidade. Os times do treinador Dieter Hecking ainda não repetiram os resultados de Lucien Favre e André Schubert. Pode ter chegado a hora de o comandante repetir o sucesso vivido no comando do Wolfsburg. Para isso, conta com os gols e a rápida adaptação do francês Alassane Pléa.


Foto: Bundesliga

quarta-feira, 3 de outubro de 2018

Muito antes do VAR: a invasão que alterou um Kuwait e França

Não há dúvidas de que a Copa do Mundo de 1982 foi uma das mais inesquecíveis da história da competição. Os motivos que justificam tal afirmação são vários. Dentre eles, é provável que os mais evidentes sejam a presença de uma Seleção Brasileira paradigmática em termos de bom futebol e a redenção do italiano Paolo Rossi. Um outro fato curioso foi a primeira presença do Kuwait em Mundiais.


Foto: Getty Images


segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Rodri, um volante moldado para o Cholismo

A temporada 2018/19 começou um pouquinho diferente das últimas para o torcedor do Atlético de Madrid. Pela primeira vez, desde a chegada do treinador Diego Simeone em 2011, os rojiblancos não têm mais a experiência de seu capitão. Aos 35 anos, Gabi decidiu se juntar a Xavi no Al-Sadd, do Catar. Apesar disso, o clube não perdeu tempo e contratou um jovem com todas as credenciais que o técnico argentino esperava. Rodri chegou, vestiu a camisa e já é destaque. 


Foto: Divulgação/ Atlético de Madrid

quinta-feira, 27 de setembro de 2018

O dia em que Josip Simunic foi imune às regras do futebol

A história da Seleção Croata de futebol, após a dissolução da Iugoslávia, é sólida. A única Copa do Mundo em que ficou de fora foi a de 2010, tendo sido terceira colocada em 1998 e vice-campeã vinte anos mais tarde. Nesse meio tempo, acabou se virando com gerações menos brilhantes. Uma delas foi a que viajou à Alemanha, para a disputa do Mundial de 2006. Nem por isso, entretanto, os eslavos deixaram de ter histórias para contar.

Foto: Getty Images


terça-feira, 25 de setembro de 2018

O primeiro título europeu de Alex Ferguson

Lenda do Manchester United, o treinador Alex Ferguson não caiu de paraquedas no clube mancuniano. Ele chegou aos Red Devils em 1986, mas foi o trabalho construído a partir da década anterior que o credenciou ao cargo. Sua trajetória até lá foi de constante evolução, com a conquista de glórias grandiosas para a realidade dos clubes que liderou. Sob sua direção, na década de 80 a Escócia voltou a ter um campeão continental, com o Aberdeen alcançando um feito inédito.


Foto: Aberdeen FC/Divulgação

sexta-feira, 21 de setembro de 2018

A dor e a glória de Vicente no Valencia

Ainda que não existisse o futebol, Vicente Rodríguez Guillén teria seu destino atado à cidade de Valência, local em que foi registrado seu nascimento em 16 de julho de 1981. Mas a parceria entre pé e bola — em seu caso, pé canhoto — fortaleceu essa relação. Atuar no Mestalla era um sonho para quem havia nascido no distrito de Benicalap e carregava o principal time da cidade no coração. Em seu caso, o desejo infantil acabou se tornando real e, apesar de grandioso, reservou fortuna e miséria, alegrias, mas também dores.


Foto: Professional Sport/Getty Images


quarta-feira, 19 de setembro de 2018

O sonho que a Real Sociedad viveu até o último suspiro

Haviam passado 21 anos desde o último título espanhol da Real Sociedad. A 13ª colocação no campeonato anterior não dava esperanças de dias vitoriosos. Apesar disso, o time tinha no banco de reservas um comandante que havia conseguido um feito relevante. Em 2000/01, Raynald Denoueix levara o Nantes ao título francês — o mesmo clube que ficara no 12º lugar na temporada antecedente. Em 2002/03, o time basco sonhou até o final.


Foto: Goal.com


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...