sábado, 4 de agosto de 2012

Matéria sobre as séries B, C e D - Série B

           Finalizo aqui a série de matérias sobre as divisões inferiores do futebol brasileiro. Neste texto o assunto é a série B, com seu panorama*, destaques e até algumas previsões. Reitero a importância e os méritos de Gabriel Freitas, amigo e estudante de jornalismo da UniBH para a realização das matérias.


*Dados atualizados até o dia 02/08/2012.


Já fui campeão brasileiro!
                Do Paraná vem o primeiro clube analisado. O furacão vive numa realidade distante da última década. Não é nem sombra do campeão brasileiro de 2001, nem do vice em 2004 tampouco do vice da Copa Libertadores 2005. Hoje o time aposta em jovens formados na sua categoria de base (Manoel, Deivid, Marcelo, entre outros), liderados por alguns jogadores experientes (Paulo Baier, Luiz Alberto e o uruguaio Martín Ligüera), sob o comando do técnico Jorginho ocupa a nona colocação e brigará pelo acesso à série A. O título está distante. Por sua vez, o outro campeão brasileiro que disputa o série B, o Bugre, não passa por bons momentos. Luta nesse momento contra a série C, após boa campanha no paulista deste ano o time se desfigurou com a saída de jogadores chave prejudicando o trabalho do experiente treinador Vadão. É 15° colocado. Seus destaques são o interminável meia Fumagalli, o atacante Schwenck e o meio campo revelado no Atlético Mineiro Renato, agora, Renato Ribeiro.  

Soberano! Pelo menos em casa


Campeões de seus Estaduais Goiás, Avaí, Ceará, CRB e América de Natal vivem situações distintas na competição. O esmeraldino Goiás faz um campeonato instável, apesar da boa colocação está aquém das expectativas. Com uma boa sofra de jogadores jovens, tanto formados em Goiânia como vindos de empréstimo, e o comando de Harlei e Iarley. Apesar disso perdeu a maior de sua pratas da casa, o zagueiro promissor Rafael Tolói. Briga para subir e por que não pelo título. O leão da Ilha não vive um bom momento. Conduzido pelo meia Cléber Santana não apresenta bom futebol. Seu maior destaque em campo tem sido o goleiro Diego ex-Flamengo. Ocupa a 11ª posição e dificilmente ascenderá à primeira divisão.

          Se o Avaí não vive bons momentos, o Ceará também não pode se gabar de suas atuações. A 13ª colocação está de bom tamanho para o pequeno futebol apresentado pelo clube cearense. Sua força são os gols de Mota e as defesas de Fernando Henrique. O Clube de Regatas Brasil, CRB, está dentro das expectativas, é 10° colocado e tem como destaque Aloísio Chulapa. Além dele conta com a experiência do volante Marcinho Guerreiro e do lateral Jadílson.

         Já o América de Natal, além de soberano em seu Estado surpreende. A 3ª posição não é absurda. O clube apresenta bom futebol e aposta em Lúcio Curió no meia Netinho e no goleiro Gallato que encontra-se contundido. Seu trunfo é a cidade de Goianinha onde, no estádio local, o Nazarenão, conquistou sete vitórias e um empate.

Do interior

    O interior de São Paulo está longe de seu auge. Barueri, Bragantino e Guaratinguetá lutam ferrenhamente contra o rebaixamento. Apesar de ter um elenco respeitável o Barueri simplesmente não vence. Marcelinho Paraíba, Jóbson e Ronaldo Angelim não conseguem ajudar o clube. Não aspira nada mais do que a permanência. É 19°. O 18° é o Guaratinguetá. Liderado por Lenílson não conta com grandes investimentos e o retorno de Americana não fez bem ao clube. Dificilmente escapa da série C.

   Bragança Paulista chora a ausência de grandes jogadores. Mauro Silva e o time da década de 90 ainda estão na memória da torcida.  Em 16° segura a chave da zona de rebaixamento e seu destaque é o meia Léo Jaime. Na contramão de seus conterrâneos, o São Caetano faz bela campanha, mas ainda longe do futebol do início dos anos 2000. A 5ª colocação é justa. O time do técnico Sérgio Guedes conta como destaque o atacante Somália e o goleiro Luiz.

Sô mineiro uai
Em minas temos três situações. Uma boa, outra média e outra péssima. O Coelho apesar de alguns tropeços está bem em 4°. Givanildo Oliveira faz bom trabalho. Vice no Estadual tem como destaques o goleiro Neneca, e os meias Rodriguinho e o experiente Gilberto ex-seleção brasileira. Briga pelo título. O Boa Esporte, time de Varginha, faz uma campanha irregular, o destaque é o atacante Jajá que junto com o Volante Radamés, lideram o clube do técnico Sidney Moraes que é o 12° colocado. Não deve brigar nem pra subir nem contra o rebaixamento. Já o Ipatinga, ah o Ipatinga. Não o que falar. O último colocado com 4 pontos em 14 rodadas já carimbou seu passaporte para a série C de 2013.

Ó xente, e o nordeste?

    Salvador está em festa. O Vitória é vice-líder. Candidato ao título o time do técnico Carpegiani, apresenta futebol vistoso com um meio de campo consistente e um ataque leve, exceção feita ao artilheiro Neto Baiano (Que se mudará para o Japão), não para de melhorar seu elenco. Acaba de contratar o goleiro Deola ex-Palmeiras. Já ABC e ASA lutam contra o rebaixamento. O ABC conta com o atacante Washington ex-Palmeiras e o ASA com o meia Didira. Ambos os times sofrem com não obterem vantagens em seus domínios.

Esses guris vão longe...

        O Sul do país está em alta. 1°, 7° e 8° Criciúma, Joinvile e Paraná fazem bonito. Além de apresentarem bons resultados o futebol mostrado é de ótima qualidade. Jogadores de boa técnica se destacam.  Lucca pelos criciumenses, Ramon pelo clube da cidade que tem a terceira maior população do Sul e Lúcio Flávio, o bom menino que a casa tornou. A boa campanha destes clubes é reflexo da recente organização do futebol do sul que ataca em todas as frentes do futebol brasileiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...